Veja as informações necessárias para contratar uma empresa que realize impermeabilização com segurança

Antes de contratar um serviço de impermeabilização, o cliente – seja ele uma construtora, seja alguém que vá fazer o serviço no âmbito doméstico – deve saber que cada produto a ser utilizado possui uma norma técnica. ‘O consumidor deve sempre pedir ao fabricante para que apresente o relatório de ensaio dos produtos’, observa a engenheira civil Fabiola Rago Beltrame, professora da Escola de Engenharia do Mackenzie.

De maneira geral, os produtos fabricados no Brasil são de boa qualidade, segundo a engenheira civil Maria Amélia Silveira, gestora do CB22, da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Mas, mesmo assim, o ideal é procurar as empresas mais tradicionais. ‘Não é que as novas não possam ser boas, não é nenhum bloqueio. Mas é que você precisa ter um histórico de confiabilidade para contratar aquela empresa, e ele só é dado por quem está há mais tempo no mercado’, salienta Maria Amélia.

Essa recomendação é válida tanto para as grandes obras quanto para as pequenas. ‘Às vezes uma empresa de serviço que faz obras novas não tem os profissionais adequados para uma reforma pequena, que exige outras características da mão de obra’, pontua Maria Amélia.

Essa recomendação é válida tanto para as grandes obras quanto para as pequenas. “Às vezes uma empresa de serviço que faz obras novas não tem os profissionais adequados para uma reforma pequena, que exige outras características da mão de obra”, pontua Maria Amélia.

Veja outras questões a analisar antes de fazer a contratação.

 CHECKLIST 

O projeto. Para cada tipo de obra existe um sistema de impermeabilização mais adequado. Ou seja, não basta que o consumidor leia a especificação do produto e as normas a serem atendidas. É preciso haver um projeto de impermeabilização desenvolvido por um engenheiro. Porém, poucas empresas fazem esse projeto. E isso explica o motivo pelo qual 70% das obras são executadas para resolver patologias – e não para preveni-las -, segundo especialistas.
A empresa executora. A empresa contratada deve estar credenciada para fazer o serviço. Ou seja, ela precisa ter domínio da tecnologia e da técnica para aplicar o material, e assim cumprir a norma de execução de serviços de impermeabilização.
A mão de obra. O aplicador também deve ser capacitado e credenciado. Para isso, existe a norma de qualificação da mão de obra e sempre cabe aquela pergunta: “Seu profissional é qualificado? Tem os requisitos e credencial?”.

 NORMAS TÉCNICAS 

ABNT 9574:2010 – Execução de impermeabilização
ABNT 9575:2010 – Impermeabilização – Seleção e projeto
ABNT 12.170:2017 – Materiais de impermeabilização – determinação de potabilidade da água após o contato
ABNT 11.905:2015 – Argamassa polimérica industrializada para impermeabilização

Veja também: