Imóveis comerciais continuam a apresentar queda nos preços, aponta FipeZap

O índice Fipezap Comercial mostra uma queda de 0,11% no preço das salas comerciais e de 0,67% no das locações em julho em todo o País, segundo informações apresentadas na última quarta-feira (23) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e pelo portal ZAP Imóveis. O recuo acumulado em 2017 é de 2,28% no valor de comercialização e de 2,59% no de aluguel.

Já em 12 meses o preço médio de venda dos imóveis comerciais diminuiu 4,08%, enquanto de locação recuou 5,55%. Considerando a inflação acumulada de 2,71% no período, a queda real é de 6,61% e 8,05%, respectivamente.

O preço médio do metro quadrado de salas comerciais ficou em R$ 9.868 na comercialização e em R$ 41,53 no aluguel em julho. Entre as cidades pesquisadas, o maior preço de venda foi no Rio de Janeiro com R$ 10.722, enquanto o maior valor para locação foi em São Paulo com R$ 44,49 e a maior taxa de rentabilidade anual de 5,6%.

Vendas

Na capital paulista, o índice registrou os maiores valores por metro quadrado para imóveis à venda nos bairros de Vila Madalena (R$ 14.838), Paraíso (R$ 13.640), Alto de Pinheiros (R$ 13.095), Itaim (R$ 13.014) e Pinheiros (R$ 12.943). Os menores valores ficaram nos bairros Penha (R$ 7.942), Vila Andrade (R$ 7.754), Casa Verde (R$ 7.623), República/Santa Efigênia (R$ 4.256) e Sé (R$ 4.178).

O Rio de Janeiro apresentou os preços mais altos para venda nos bairros Leblon (R$ 31.048), Ipanema (R$ 25.634), Jardim Botânico (R$ 25.625), Catete (R$ 16.145) e Botafogo (R$ 15.534). Os bairros mais baratos foram Méier (R$ 5.856), Campo Grande (R$ 5.742), Pechincha (R$ 5.689), Pilares (R$ 5.323) e Madureira (R$ 5.139).

A capital mineira obteve os preços mais elevados por metro quadrado nos bairros Belvedere (R$ 10.428), Lourdes (R$ 9.990), Prado (R$ 9.898), Santo Agostinho (R$ 9.744) e Cruzeiro (R$ 9.633). Já os bairros com os menores valores foram Buritis (R$ 7.672), São Bento (R$ 7.399), Gutierrez (R$ 7.205), Floresta (R$ 4.487) e Centro (R$ 3.910).

Em Porto Alegre, os bairros com os maiores valores por metro quadrado foram Santana (R$ 14.021), Bela Vista (R$ 13.888), Mont’Serrat (R$ 13.635), Vila Ipiranga (R$ 13.575) e Boa Vista (R$ 13.165). Os menores valores, por sua vez, ficaram nos bairros Centro Histórico (R$ 4.094), Azenha (R$ 4.064), Cavalhada (R$ 3.869), Teresópolis (R$ 3.726) e São Geraldo (R$ 3.433).

Locação

Na análise dos valores por imóveis disponíveis para locação, a cidade de São Paulo registrou as maiores altas por metro quadrado nos bairros Itaim (R$ 66,94), Pacaembu (R$ 66,30), Bela Vista (R$ 61,45), Vila Santa Catarina (R$ 61,26) e Jardins (R$ 60,74). Os menores valores ficaram nos bairros Vila Matilde (R$ 25,08), Vila Maria (R$ 24,87), Brás-Bresser (R$ 23,48), São Domingos (R$ 22,11) e Freguesia do Ó (R$ 20,73).

A capital carioca obteve os melhores preços por metro quadrado nos bairros Leblon (R$ 133,85), Ipanema (R$ 82,46), Botafogo (R$ 80,92), Jardim Botânico (R$ 74,79) e Flamengo (R$ 55,60). Os preços mais baixos ficaram nos bairros Camorim (R$ 29,63), Centro (R$ 29,33), Pechincha (R$ 28,69), Madureira (R$ 25,18) e Méier (R$ 25,04).

Em Belo Horizonte, os bairros com os preços mais altos por metro quadrado foram Belvedere (R$ 46,37), Lourdes (R$ 44,90), Santo Agostinho (R$ 41,73), Boa Vista (R$ 41,12) e Estoril (R$ 40,12). Já os menores valores ficaram nos bairros Padre Eustáquio (R$ 28,30), Santo Antônio (R$ 26,20), Floresta (R$ 22,14), Sagrada Família (R$ 21,50) e Centro (R$ 20,00).

Na cidade de Porto Alegre, os maiores preços por metro quadrado foram nos bairros Bela Vista (R$ 61,82), Três Figueiras (R$ 54,87), Praia de Belas (R$ 53,98), Boa Vista (R$ 50,31) e Independência (R$ 50,00). Por fim, os menores valores ficaram nos bairros Hípica (R$ 19,15), São Geraldo (R$ 18,24), Navegantes (R$ 16,34), Sarandi (R$ 15,94) e Nonoai (R$ 14,96).

Por Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb.

Veja também: