Raio-X FipeZap: descontos nos imóveis ficaram menores no 2º trimestre de 2017

O Raio-X FipeZap, que acompanha trimestralmente a demanda de imóveis do mercado, registrou no 2º trimestre de 2017 queda de 1,7% no desconto médio entre as transações de imóveis, passando de 73,7% (março) para 72,0% (junho). Nos últimos 12 meses o desconto médio reduziu para 8% frente aos 9,5% dos 12 meses precedentes.

Entre o perfil dos compradores, os homens representam 56% do total, enquanto a faixa etária de 71% dos pesquisados é inferior a 50 anos. Já a renda domiciliar de 70% corresponde a até R$ 10.000 mensais.

A intensão de compra entre os próximos três meses caiu para 40%, resultado que dá continuidade ao recuo registrado desde em 2016. Entre a preferência de imóveis novos ou usados, 54% mostraram indiferença, seguido por 33% que preferem usados e 13% que preferem os imóveis novos. No entanto, 60% das transações de imóveis realizadas no período foram de imóveis usados.

Em relação ao objetivo de compra, 60% dos compradores pretende utilizar o imóvel para moradia, seguido por 21% que têm intenção de investir por meio de aluguel.

O indicador dos valores dos imóveis, registrou que 64% dos compradores em potencial classificaram os preços entre “altos” ou “muito altos”, se mantendo estável. Houve queda no índice de imóveis já adquiridos, que passou de 47% para 46%.

A expectativa de evolução nos preços dos imóveis mostrou que 29% esperam queda nos preços nos próximos 12 meses. Na mesma comparação, 14% estima que os preços irão subir, fazendo com que a variação média para o mesmo período registre queda de 4,4%.

A pesquisa foi realizada entre 6 a 25 de julho, com base nas respostas de 6.61 participantes.

Por Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb.

Veja também: