Confiança da construção alcança melhor nível desde fevereiro de 2015, mostra FGV

Em outubro, o Índice de Confiança da Construção (ICST) do Instituto Brasileiro de Economia (IBRE) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) registrou alta de 0,5 ponto, alcançando 78,0 pontos. Com este resultado, o valor é o maior registrado desde fevereiro de 2015 (80,8 pontos). Os dados foram divulgados na última semana.

“O aumento da confiança dos empresários do segmento reflete uma conjuntura mais favorável dada pela queda da inflação e da taxa de juros, que tem se traduzido no aumento dos lançamentos e das vendas nos últimos meses. A pesquisa de mercado das grandes incorporadoras do país (Abrainc) revela que essa dinâmica vem sendo comandada pelo segmento de habitação social, alavancado pelo Programa Minha Casa Minha Vida”, comentou a Coordenadora de Projetos da Construção da FGV IBRE, Ana Castelo.

O Índice de Expectativa (IE-CST), que acompanha o otimismo para os próximos seis meses, apresentou crescimento de 1,0 ponto e chegou a 90,2 pontos, melhor resultado desde agosto de 2014 (90,4 pontos). O Índice da Situação Atual (ISA-CST), no entanto, se manteve estável, com 66,2 pontos. Por fim, o Nível de Utilização da Capacidade (NUCI) obteve queda de 0,2 ponto percentual (p.p.), encerrando o mês de outubro com 65,4%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 2 e 24 de outubro, conforme as informações de 692 empresas.

Por Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb

Veja também: