CUB registra quinta alta consecutiva em setembro no estado de São Paulo

O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do estado de São Paulo registrou em setembro uma variação de 0,26%, a quinta alta consecutiva. Nos últimos 12 meses, o crescimento é de 2,12%. Os dados foram divulgados na última quinta-feira (5) pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O CUB representativo da construção paulista (R8-N) ficou em R$ 1.322,57 por metro quadrado no mês, enquanto os custos médios com mão de obra, materiais e despesas administrativas representaram 61,90%, 34,87% e 3,23% do total, respectivamente.

Entre os itens que compões o CUB, seis apresentaram variação positiva em setembro, considerando as maiores altas para as esquadrias de correr 4 folhas (2,04%), locação de betoneira elétrica (1,88%) e chapa compensado plastificado 18 mm (0,93%).

Já em relação aos itens de maior relevância para o CUB, o aço CA-50 Ø 10 mm foi o que registrou a maior alta, com 0,28%. O concreto FCK=25 Mpa e o saco de 50 kg do cimento CPE-32 obtiveram queda de 0,70% cada.

Com desoneração

Nas obras incluídas na desoneração da folha de pagamento o aumento foi de 0,24% em setembro na comparação com agosto, alcançando R$ 1.224,44 por metro quadrado. Os custos de mão de obra foram de 58,85% do total, de materiais de 37,66% e de despesas administrativas de 3,49%. Em 12 meses, o CUB cresceu 1,98%.

Por Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb

Veja também: