Empresários do setor de materiais de construção preveem recuperação nas vendas em novembro

Os empresários da indústria de materiais de construção preveem um cenário mais otimista nas vendas e no mercado interno para novembro e para os próximos 12 meses. É o que aponta a pesquisa da Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Construção (Abramat) divulgada na última semana.

No mercado interno, 56% dos entrevistados esperam desempenho bom no próximo mês. Já no mercado externo, 53% dos empresários preveem um desempenho regular, enquanto 7% acreditam em um período muito bom, 27% consideram bom e 13% ruim.

“A crise política e econômica ainda afeta o humor do empresariado. Contudo, com as sucessivas reduções na taxa de juros, embora ainda alta, e a manutenção de uma inflação baixa nos últimos meses fez com que o consumo das famílias aumentasse, proporcionando uma perspectiva mais positiva para a construção civil”, destaca Walter Cover, presidente da Abramat.

De acordo com a entidade, 4% das empresas veem otimismo nas ações do governo para o setor da construção civil. A recuperação lenta do setor influencia diretamente nas previsões de investimento para os próximos 12 meses com 60% das empresas indicando investir no aumento da capacidade, frente a 38% de pretensão de investimento nos 12 meses precedentes.

“Não vivemos uma situação de euforia, mas o mercado já vem dando sinais de melhora. É importante que o governo exerça seu papel enquanto indutor do investidor e incremente sua atuação de combate à sonegação fiscal, que além de trazer mais isonomia competitiva no mercado, possibilita uma maior arrecadação e capacidade de investimento em obras públicas”, completa Cover.

Por Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb

Veja também: