Preço dos imóveis residenciais cai 0,07% em setembro no Brasil, diz Abecip

Em setembro, o Índice Geral do Mercado Imobiliário Residencial (IGMI-R) da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) registrou a sexta queda consecutiva no preço nominal dos imóveis residenciais, com -0,07%. Apesar da variação negativa, o resultado apresenta uma redução no ritmo de queda na comparação com os -0,09% acompanhados em agosto. Nos últimos 12 meses, o acumulado foi de -1,03%, enquanto na variação trimestral a média é -0,12%.

Conforme a pesquisa, oito das dez cidades pesquisadas apresentaram redução no ritmo de queda no período de 12 meses, sendo elas: São Paulo (de -0,74% em agosto para 0,79% em setembro), Porto Alegre (de -0,37% para -0,18%), Salvador (de -0,15% para 0,06%) Goiânia (de -1,69% para -1,57%), Belo Horizonte (de -2,50% para -2,29%), Rio de Janeiro (de -3,79% para -3,73%), e Recife (de -0,96% para -0,74%). As cidades que apresentaram queda no acumulado em 12 meses foram Curitiba (de 0,88% para 0,79%) e Fortaleza (de -0,85% para -0,91%).

“A evolução dos preços dos imóveis residenciais desde o início do ano reflete, apesar de algumas diferenças regionais, a tendência em direção à estabilização dos preços nominais, e a perdas menores em termos reais, dada a forte desaceleração inflacionária no período”, destaca a pesquisa. “Apesar de vários indicadores recentes do nível de atividades apontarem para uma melhora, a retomada ainda ocorre em um ritmo ainda lento e sujeito a oscilações no curto prazo”, acrescenta.

Por Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb

Veja também: