Sinapi encerra setembro com alta de 0,27%, mostra IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou na última sexta-feira (6) que o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) atingiu em setembro alta de 0,27%. Em 12 meses, a variação foi de 4,25%, enquanto o acumulado no ano registra crescimento de 2,98%.

Em setembro, o custo nacional da construção por metro quadrado ficou em R$ 1.057,99, sendo R$ 539,52 relativos aos materiais e R$ 518,47 à mão de obra. No mês, o custo com materiais foi 0,45% superior a agosto, porém 0,14% menor ao obtido em setembro de 2016 (0,59%). Já em relação a mão de obra a variação foi de 0,08%, sinalizando o menor resultado nos últimos seis meses. Nos últimos 12 meses, o acumulado no ano foi de 1,63% e 7,18% para materiais e mão de obra, respectivamente.

Na comparação por região, a região Norte foi a que obteve a maior variação no mês, com 0,66%, em seguida veio o Nordeste (0,39%), Centro-Oeste (0,34%), Sul (0,19%) e Sudeste (0,10%). Os custos regionais por metro quadrado foram de R$ 1.104,79 (Sudeste), R$ 1.100,68 (Sul), R$ 1.061,59 (Centro-Oeste), R$ 1.059,63 (Norte) e R$ 982,83 (Nordeste).

Entre os estados, 20 apresentaram variação positiva considerando a maior para o Pará (1,47%), devido ao reajuste salarial por meio de acordo coletivo.

“Na variação de mão de obra observamos aumento significativo apenas no estado do Pará, onde tivemos dissídio coletivo. É um estado que tem pouco impacto no índice nacional. Como vínhamos registrando um maior número de dissídios nos outros meses, essa foi a taxa mais baixa dos últimos seis meses”, comenta o pesquisador do IBGE, Augusto Oliveira.

Por Gabrielle Vaz, do Portal PINIweb

Veja também: