CUB tem alta de 0,04% em novembro no estado de São Paulo, divulga SindusCon-SP

Pelo sétimo mês consecutivo, o Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do estado de São Paulo teve alta, de acordo com pesquisa divulgada nesta semana pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP). A variação foi de 0,04% em novembro na comparação com o mês anterior. Em 12 meses, o crescimento é de 2,31%.

O custo representativo da construção paulista (R8-N) ficou em R$ 1.325,62 por metro quadrado, sendo que a mão de obra representou 61,71% do total, os materiais 35,07% e as despesas administrativas 3,22%.

Em novembro, quatro itens que compõem o CUB apresentaram variação positiva maior que o IGP-M (0,52%) e as maiores elevações foram registro de pressão cromado Ø=1,27cm (1,77%) e chapa compensado plastificado 18mm (0,80%). Entre os materiais de maior relevância para o cálculo do indicador, todos tiveram alta: concreto FCK=25 MPa (0,51%), aço CA-50 Ø 10 mm (0,28%) e cimento CPE-32 saco 50 kg (0,27%).

Com desoneração
Nas obras incluídas na desoneração da folha de pagamentos, o CUB cresceu 0,04% no penúltimo mês do ano na comparação com outubro. Em 12 meses, o indicador registra alta de 2,21%.

Dessa forma, o R8-N totalizou R$ 1.227,50 por metro quadrado, com participação de 58,65% dos custos de mão de obra, 37,87% de materiais e 3,48% de despesas administrativas.

Veja também: