Comercialização de imóveis novos dispara em novembro na cidade de São Paulo, afirma Secovi-SP

As vendas de imóveis residenciais novos na cidade de São Paulo dobraram em novembro de 2017 em relação ao mesmo mês do ano anterior. Ao todo, 3.869 unidades foram comercializadas, o que representa um aumento de 124,4% sobre novembro de 2016 (1.724 unidades) e de 95,3% na comparação a outubro (1.981 unidades). Os dados são do Departamento de Economia e Estatística do Sindicato da Habitação do Estado de São Paulo (Secovi-SP).

O resultado do penúltimo mês de 2017 foi o melhor registrado desde junho de 2013, quando se iniciou a crise econômica do País. “Isso se deve, em parte, à melhora dos índices macroeconômicos; mas o crescimento de 95,3% das vendas em relação ao mês de outubro também pode ser atribuído à significativa elevação na quantidade de unidades lançadas em novembro”, ressalta Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP.

A cidade de São Paulo, segundo a Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), a cidade de São Paulo registrou um total de 6.260 lançamentos no mês, volume 79,8% acima do resultado de novembro de 2016 (3.482 unidades) e 177,4% superior a outubro (2.257 unidades).

Por fim, o mês de novembro possuía 19.538 unidades disponíveis para venda na capital paulista. Esta oferta é formada por imóveis na planta, em construção e prontos (estoque), lançados nos últimos 36 meses (dezembro de 2014 a novembro de 2017). Houve aumento de 3,8% em relação a outubro de 2017 (18.817 unidades) e redução de 21,7% em comparação a novembro de 2016 (24.968 unidades).

Em relação às tipologias, os imóveis de dois dormitórios e preço de até R$ 240 mil lideraram nos lançamentos (4.889 unidades), vendas (3.282 unidades) e volume de oferta (9.668 unidades). Em seguida vieram os imóveis de três dormitórios: com 674 unidades lançadas e 276 unidades vendidas.

De janeiro a novembro de 2017, por sua vez, as comercializações totalizaram 18.660 unidades na cidade de São Paulo, um aumento de 32,8% em comparação com o mesmo período de 2016 (14.048 unidades). No acumulado de 11 meses, foram lançadas 19.984 unidades residenciais na capital paulista, 19,3% acima do registrado em igual período de 2016 (16.747 unidades).

“Superamos o ano de 2016. Os índices de vendas e lançamentos de dezembro, que ainda serão apurados pelo departamento de Economia, só determinarão o quanto 2017 foi melhor”, aposta Emilio Kallas, vice-presidente de Incorporação e Terrenos Urbanos do Secovi-SP.

Veja também:

Comunicado aos Assinantes PINI!

Clique aqui.