CUB sobe 2,62% em 2017 no estado de São Paulo, mostra SindusCon-SP

O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do estado de São Paulo subiu 2,62% em 2017, segundo pesquisa divulgada nesta quarta-feira (3) pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) e pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Em dezembro a alta foi de 0,27% em relação ao mês anterior.

“O custo da construção paulista em 2017, inferior à inflação, foi o mais baixo dos últimos anos, refletindo a expressiva queda de atividade do setor”, disse Eduardo Zaidan, vice-presidente de Economia do SindusCon-SP.

Dessa forma, o CUB representativo da construção paulista (R8-N) ficou em R$ 1.329,24 no último mês de 2017, sendo que a mão de obra representa 61,58% do total, materiais 35,20% e despesas administrativas 3,22%.

Em dezembro, dois itens registraram altas mais expressivas: chapa compensado plastificado 18mm (4,07%) e esquadrias de correr 4 folhas al. 2,0×1,04m (3,91%). Entre os materiais de maior relevância para o cálculo do CUB, concreto FCK=25 MPa teve alta de 0,36%. O aço CA-50 Ø 10 mm permaneceu estável, enquanto o cimento CPE-32 saco 50 kg teve queda de 1,28%.

Com desoneração
Nas obras incluídas na desoneração da folha de pagamentos, a variação do CUB foi de 2,54% no ano passado. Já em dezembro a alta ficou em 0,29% sobre novembro, totalizando R$ 1.231,12 por metro quadrado. A participação da mão de obra nos custos ficou em 58,52%, de materiais em 38,01% e das despesas administrativas em 3,47%.

Veja também:

Comunicado aos Assinantes PINI!

Nossa plataforma das REVISTAS DIGITAIS está  em manutenção e, em breve, as edições de 2017 e 2018 estarão no ar novamente.
O conteúdo das revistas está disponibilizado nos sites de cada título, na parte de Edições para Assinantes.
Reforçamos, assim, o nosso compromisso de disponibilizar todo nosso conteúdo aos assinantes.