RESULTADOS DO PRÊMIO PINI 2009 | Construção Mercado

Crédito

RESULTADOS DO PRÊMIO PINI 2009

Edição 101 - Dezembro/2009

 

 

divulgação: Abal
Abal (Associação Brasileira do Alumínio)
José Carlos Noronha, coordenador do comitê de mercado de construção civil
Entrevista

Como tem evoluído o mercado de revestimentos de alumínio para fachadas no Brasil?

As aplicações dos painéis de alumínio composto (ACM) ampliaram-se bastante, atingindo não só o mercado de revestimentos de edificações verticais, mas também segmentos como os de produtos mobiliários, placas de sinalização, postos de gasolina, escritórios comerciais de até quatro pavimentos e pequenas construções.

Em comparação com outros países, como o Brasil se posiciona em relação ao uso desses revestimentos?

Ainda estamos distantes dos países europeus, da América do Norte e da Ásia, mas a cada dia as aplicações crescem. As obras voltadas para construção de aeroportos, por exemplo, já contemplam o uso de painéis de ACM. O mesmo ocorre em peças de sinalização e comunicação visual. Uma aplicação que poderia impulsionar a demanda de ACM seria a substituição das cerâmicas para revestimento interno nas áreas úmidas. Nesses casos, o ACM poderia proporcionar uma mudança enorme por causa de sua fácil manutenção, higienização e estética futurista com opções de acabamentos variados.

Quais são as perspectivas de negócios para este e o próximo ano?

Para 2009 projetamos um crescimento na demanda de ACM em torno de 4%. Para os próximos anos, as perspectivas são relevantes, graças às obras direcionadas para a Copa do Mundo no Brasil em 2014. Muitos dos empreendimentos a serem desenvolvidos devem empregar ACM, especialmente aeroportos e estádios de futebol.

Destaques da Loja Pini
Aplicativos