Destaques do mercado | Construção Mercado

Construção

Prêmio Incorporadora 2010

Destaques do mercado

Conheça o novo prêmio PINI para incorporadoras: o método inédito, as regras e os vencedores

Por Gustavo Mendes
Edição 112 - Novembro/2010

Uma premiação inédita no mercado imobiliário, com o intuito de reconhecer incorporadoras com desempenho de destaque no segmento residencial. Trata-se do I Prêmio PINI Incor­poradora do Ano, organizado pela PINI com o apoio do Núcleo de Real Estate da Escola Politécnica da USP (NRE Poli-USP). Além do título de Incorporadora do Ano, concedido à empresa com melhor desempenho geral na avaliação, o Prêmio conta ainda com três categorias para incorporadoras que tiverem destaque nos seguintes quesitos: Desempenho Econô­mico-Financeiro; Comportamento da Empresa com seus Clientes; e Compor­tamento da Empresa com Funcionários e Fornecedores (confira os vencedores na tabela ao lado). "Com essa premiação, além de reconhecer empresas sérias, apontamos referências de desempenho e comportamento no setor com uma avaliação criteriosa", diz Eric Cozza, diretor de redação da PINI.

Por "criteriosa", leia-se considerar o desempenho dos participantes, de forma abrangente. "O diferencial deste prêmio é que não julga a empresa sob o único ponto de vista dos resultados gerados, do desempenho de marketing, arquitetura ou engenharia num projeto de maior destaque. O prêmio julga a empresa no seu todo", explica o professor e coordenador do NRE Poli-USP, João da Rocha Lima. Exem­plificando: para a definição do vencedor geral, foi avaliado o desempenho econômico, financeiro e também de comportamento das empresas, como satisfação dos clientes, satisfação dos funcionários, preocupação com a sociedade e meio ambiente, entre outros.
Outro diferencial do Prêmio foi a definição dos critérios de avaliação das empresas num processo que contou com ampla participação dos envolvidos. Além de professores do NRE-Poli e de profissionais da PINI, as próprias empresas avaliadas ajudaram na definição dos atributos e seus pesos relativos para a escolha do vencedor. Para esta primeira edição, foram convidadas apenas as incorporadoras de capital aberto. O motivo foi a maior facilidade em obter as informações econômico-financeiras dessas empresas, todas auditadas e com padrões de contabilidade uniformes por exigência do mercado de capitais. Das convidadas, oito aceitaram concorrer nesta primeira edição.

As regras
A avaliação das empresas se deu por meio de uma matriz de atributos subdividida em quatro grandes grupos: 1) desempenho econômico-financeiro (de 2007 a 2009); comportamento da empresa, no ano de 2009, com 2) seus clientes; 3) funcionários e fornecedores; e 4) sociedade e meio ambiente. Para definição dos vencedores, as empresas responderam a um questionário e o enviaram à PINI, que também pesquisou e confirmou informações nos sites de Relações com Investidores das empresas. Para cada atributo foi definido pelo NRE Poli-USP o critério de ponderação das notas. A empresa com maior pontuação geral foi declarada vencedora do I Prêmio PINI Incorporadora do Ano. Aquelas com melhor pontuação em quesitos isolados (desempenho econômico-financeiro; comportamento com clientes; comportamento com funcionários e fornecedores) foram eleitas Empresas de Destaque.

 

O prêmio passo-a-passo

1) O Núcleo de Real Estate da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo definiu um primeiro conjunto de atributos a serem avaliados para a definição  do vencedor.

2) Os atributos foram submetidos à avaliação de professores do NRE Poli, profissionais da PINI e das próprias empresas participantes, que opinaram sobre os atributos, livres inclusive para sugerir novos. Os avaliadores opinaram  também sobre os pesos relativos dos atributos na composição final da nota a ser conferida a cada empresa concorrente. O processo de coleta de opiniões foi feito em várias rodadas, com o objetivo de atingir a melhor convergência entre as opiniões.

3) Com base nas opiniões dos participantes desse processo, o NRE-Poli definiu: a) o conjunto dos atributos que seriam avaliados de cada empresa; b) o peso de cada atributo na nota final e c) o mecanismo para atribuição de cada nota conferida pela PINI e pelo NRE-Poli.

4) As empresas participantes enviaram as informações de desempenho e comportamento necessárias para a definição dos vencedores.

5) Atribuídas as notas e referendadas por um comitê gestor do prêmio, foi definido o vencedor geral e os vencedores em cada categoria.