Forro de gesso acartonado | Construção Mercado

Construção

Forro de gesso acartonado

Edição 116 - Março/2011

Marcelo Scandaroli
Que cuidados devo tomar para executar juntas em forros de drywall [chapas de gesso acartonado]?

Tadeu S. Paiva, por email

Antes do preparo da massa para juntas, faz-se necessária a verificação de alguns itens que garantam a qualidade do material a ser utilizado:

> Integridade da embalagem.

> Data de validade do produto.

> Verificação do aspecto da massa para identificar possíveis odores, coloração alterada, bolores e grumos, particularmente na massa pronta para uso.

> Penetração de água na embalagem da massa em pó.

A superfície das chapas devem ter sido adequadamente executadas e verificadas antes do tratamento das juntas, bem como a fixação dos parafusos, para que suas cabeças estejam faceando o cartão; se os mesmos estiverem com as cabeças salientes, haverá dificuldades na aplicação da massa e, se o parafuso perfurar o cartão, haverá deficiência na fixação das chapas. No caso de desvios no alinhamento das superfícies do forro, estes permanecerão mesmo depois do tratamento das juntas.

Preparo das massas em pó

Há necessidade de adicionar água até que a massa atinja uma consistência que permita seu trabalho com a espátula. Geralmente a quantidade de água vem especificada na embalagem do produto. A mistura pode ser feita manualmente ou utilizando-se do agitador. A massa resultante deve estar isenta de grumos. As massas não podem ser utilizadas, reutilizadas ou reumedecidas após o início do endurecimento.

Homogeneização da massa pronta para uso

A homogeneização da massa pronta pode ser feita manualmente ou utilizando-se do agitador mecânico. A massa pronta para uso já tem água na mistura, não devendo ser adicionada mais água na obra, a menos que haja recomendação expressa do fornecedor.

Tratamento das juntas entre chapas - borda rebaixada

Preencher o espaço entre as bordas das chapas de gesso, permitindo o nivelamento e o acabamento desejados. Recomenda-se utilizar a massa desenvolvida para isso, sendo desaconselhado o uso de pasta de gesso comum ou outros tipos de massas, que podem comprometer o sistema com o surgimento de fissuras ou destacamentos. Recomenda-se não sobrepor as fitas no cruzamento de juntas; sugere-se interromper um dos lados para não criar desníveis nessa região. Em vãos maiores que 3 mm entre chapas ou entre as chapas e os elementos periféricos (paredes, lajes, etc.), recomenda-se calafetar os vãos com massa de colagem ou selantes acrílicos.

Juntas entre paredes e forros ou lajes

Nas juntas entre paredes de drywall e forros de drywall, o tratamento deve ser executado com emprego da fita de papel microperfurada e massa para juntas. Dependendo da forma executiva, caso haja folga entre a parede e o forro, sem o emprego de tabica, podem ser aplicadas molduras decorativas, sendo que as mesmas são fixadas no forro ou na parede.

ERRATA

Na seção Custo Comparado do Guia da Construção 115 (jan/2011), o nome da A.S. Construtora foi erroneamente publicado como "AAS". Na mesma reportagem, as legendas das duas fotos foram publicadas com erros. Confira a seguir as legendas corretas.

 

divulgação: Netpre Cassol
Custo do frete entrava aplicação de laje alveolar pré-fabricada
Marcelo Scandaroli
Execução no local favorece aplicação de laje nervurada

 

ANUÁRIO PINI na web

Instalação de forro

Para mais informações sobre instalação de forros de gesso acartonado, veja na edição online gratuita do Anuário PINI 2010 um passo-a-passo do serviço. Além de apresentar técnicas de execução, a matéria lista todas as ferramentas necessárias à instalação. O Anuário PINI reúne uma série de reportagens com orientações de projeto, compra e execução de serviços ou sistemas construtivos. A compilação traz também um guia com mais de 100 produtos e serviços. Acesse: http://pini.digitalpages.com.br