Ranking profissional | Construção Mercado

Construção

Prêmio PINI 2011

Ranking profissional

Conheça as características que fazem do Prêmio PINI referência obrigatória quando se trata de preferência de marca do público profissional na indústria da construção civil

Por Paulo Kiss
Edição 124 - Novembro/2011

Mais de 1,7 mil assinantes das revistas editadas pela PINI responderam ao questionário online do Prêmio PINI 2011, que ficou disponível para a votação entre os dias 20 de abril e 20 de julho. Levantamento anual dos melhores fornecedores na opinião do público profissional da construção civil (engenheiros civis, arquitetos, construtores, projetistas etc.), a premiação contou neste ano com 44 categorias.

Foram considerados válidos apenas os questionários respondidos via internet com mais de 15 segmentos de mercado avaliados por cada participante. O fato de não ser obrigado a responder todas as categorias permite ao profissional selecionar apenas os itens que costuma especificar, comprar ou orçar, aumentando a qualidade das respostas. Os participantes assinalam também as razões de escolha para o vencedor em cada segmento, separadas em critérios técnicos e comerciais.

As novas categorias neste 17o Prêmio PINI foram "Andaime fachadeiro" e "Fôrma de alumínio". A forte demanda de obras e o aumento do custo das equipes têm estimulado o exame de novos equipamentos e sistemas construtivos pelas construtoras. "O prêmio somente reflete esse movimento", explica Eric Cozza, diretor de Redação da PINI.

Perfil da amostra

O Prêmio PINI reúne uma amostra qualificada e atuante no setor. Nesta 17a edição, 41% dos votantes eram engenheiros civis e 21% arquitetos. Outros dois aspectos importantes do perfil profissional do respondente referem-se à área de atuação e ao tempo de experiência. "Aproximadamente 60% dos votantes têm mais de cinco anos de formado e 81% trabalham em projetos, consultoria ou construção", destaca o engenheiro Bernardo Corrêa Neto, diretor da área de Engenharia e Custos da PINI, responsável pela pesquisa.

História

O Prêmio PINI foi criado em 1995 para atender a uma solicitação frequente dos leitores das publicações da Editora naquela época: o levantamento de um ranking dos melhores fornecedores da indústria da construção civil nacional, na opinião dos profissionais de mercado. A pesquisa realizada junto a uma base qualificada destaca as empresas com maior visibilidade, conceito e respeitabilidade, de acordo com a percepção dos participantes. O questionário permite ao respondente associar atributos técnicos e comerciais à empresa ou marca selecionada em cada segmento, embasando as escolhas e permitindo aos demais concorrentes buscarem, no futuro, a qualificação necessária nos quesitos apontados.

 

Quem votou

arquivo pessoal
"Desde quando iniciamos o nosso projeto de casas populares para o programa Minha Casa, Minha Vida, nos deparamos com o binômio preço x qualidade. Nessa ocasião, nos perguntamos: quais fornecedores poderiam suprir nossas necessidades dentro de nossos propósitos? A consulta aos sistemas da PINI e ao Prêmio PINI nos ajudou nesse processo."

Hélio Salatiel Queiroga, engenheiro civil , diretor da Host Engenharia

 

arquivo pessoal
"A importância do Prêmio PINI vai além do reconhecimento aos fornecedores que mais se destacaram em cada setor. Funciona como estímulo para aqueles que buscam melhores colocações num mercado cada vez mais competitivo. No cenário atual, para que haja uma evolução sustentável da construção civil, é necessário o desenvolvimento de todos os envolvidos no processo. As empresas devem visualizar no fornecedor um parceiro que vai interferir diretamente na qualidade do seu produto final e, portanto, devem colaborar para garantir a capacitação deles. Tenho a satisfação de participar todos os anos desta votação, que gera informações importantes sobre fornecedores, úteis para a seleção nos processos de orçamento e contratação de produto e serviços para a empresa."

Raymundo Sanches, engenheiro civil, Sertenge S/A