Telhas de concreto X telhas cerâmicas | Construção Mercado

Construção

Telhas de concreto X telhas cerâmicas

Veja a opinião de dois representantes setoriais, de uma construtora e de um consultor sobre telhas utilizadas em coberturas

Por Aline Mariane
Edição 127 - Fevereiro/2012

fotos: MARCELO SCANDAROLI
Telhas de concreto
fotos: MARCELO SCANDAROLI
Telhas de cerâmicas

 

Telhas de concreto

PRÓS

CONTRAS

Cláudio Kurth diretor da Área de Telhas Cerâmicas da Anicer (Associação Nacional da Indústria Cerâmica)

Benefício acústico presente nos dois tipos de telha devido à sua espessura.

São mais pesadas, exigem estrutura de telhado mais reforçada para sustentá-las. A telha de concreto armazena e transfere o calor para dentro do ambiente.

Cláudio Oliveira Silva gerente de inovação e sustentabilidade da ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland)

Apresentam tolerâncias dimensionais mais precisas, encaixes perfeitos e utilizam menor quantidade de telhas por metro quadrado. Podem ser encontradas em grande diversidade de formatos e cores. Estão chegando ao mercado telhas com design inovador que agregam beleza aos projetos. Possui aplicação mais fácil devido à estabilidade dimensional proporcionada pelo método de fabricação. É mais resistente, dependendo do modelo da telha.

Telhas de concreto devem ser utilizadas em coberturas com inclinação mínima de 30%.

Luiz Tadeu Papaterra L. Mariutti engenheiro da Construtora Sequencia

Dependendo da cor também é um elemento de baixa condutibilidade térmica. Por serem produzidas industrialmente, têm dimensões constantes. Têm baixa perda por serem menos frágeis, se comparadas às de cerâmica. Também, dependendo do projeto, podem ser bastante valorizadas arquitetonicamente. Por fim são mais leves que as telhas cerâmicas, pois absorvem menos água.

Utilizam bastante madeira e, se comparadas às de cerâmicas, podem ter custo mais elevado dependendo do local onde se encontra a obra. São mais difíceis de serem adquiridas fora dos grandes centros.

Anildo Hoffman engenheiro da Hoffman Telhados

Possui maior resistência; baixa absorção de água. Portanto, propicia menor proliferação de fungos na face superior. Os encaixes são perfeitos, o que proporciona maior segurança quanto à entrada de água por chuvas de vento. Possui sobreposição maior, evitando retorno de águas. Grande parte dos fabricantes produz em sete cores diferentes. A limpeza é mais fácil, há rapidez no entelhamento, com baixo consumo: apenas 10,5 peças/m².

Sua utilização pode ser prejudicada, como ocorre no caso da telha cerâmica, pela pouca inclinação do telhado.

 

Telhas cerâmicas

PRÓS

CONTRAS

Cláudio Kurth

Conforto térmico, acústico, resistência e durabilidade. Devemos ressaltar também o embelezamento do telhado pelos tons avermelhados da cerâmica. Com o uso de telha cerâmica o imóvel esquenta menos devido a características como porosidade.

A Anicer não expôs nenhum fator contrário ao produto.

Cláudio Oliveira Silva

A ABCP informou que não se pronuncia sobre esse tipo de telha.

Luiz Tadeu Papaterra L. Mariutti

Oferecem menor condutibilidade térmica, tornando os ambientes menos sujeitos à influência da temperatura externa. Além disso são mais charmosas, mesmo quando mais antigas. Por fim têm custo menor que de coberturas similares e são fáceis de serem adquiridas.

Requerem maior inclinação do telhado, utilizam quantidade maior de madeira se comparada às de fibrocimento e, por fim, a cobertura torna-se mais pesada. Há o inconveniente de se apresentarem com dimensões não muito constantes. Também são frágeis.

Anildo Hoffman

O único benefício das telhas cerâmicas é o baixo custo que apresentam em algumas regiões. Isto pode não acontecer se a obra for muito distante da fábrica.

É menos resistente e a aplicação é mais difícil. Vale ressaltar que um fator que pode limitar o uso da telha cerâmica, seria a pouca inclinação do telhado, pois todas exigem acima de 30% ou 35% de inclinação.

 

Veja também

Equipe de Obra :: Projetos :: ed 75 - Setembro de 2014

Plantas - Saiba como ler projetos de armaduras

Equipe de Obra :: Obras :: ed 75 - Setembro de 2014

Passo a passo - Pintura de materiais