Vedação acústica | Construção Mercado

Debates Técnicos

Isolamento acústico para drywall

Vedação acústica

Uso de mantas isolantes em paredes de drywall ainda não é comum na maioria das obras, mas demanda tende a aumentar com a Norma de Desempenho

Por Maryana Giribola
Edição 135 - Outubro/2012
Divulgação: Isover
Segundo manual da Associação Drywall, uma parede com 9,5 cm de espessura tem poder de isolamento de 38 dB. Com a lã absorvente, o desempenho chega a 46 dB

Embora o uso do drywall esteja crescendo no mercado, a maior parte das paredes de gesso acartonado no Brasil não recebem nenhum tipo de tratamento acústico atualmente. Para Henrique Cambiagui, diretor da CFA Cambiagui Arquitetura, materiais para melhorar o isolamento acústico são indispensáveis neste sistema de vedação, e é justamente a falta deles que ajudou a criar nos moradores certa resistência em relação ao drywall.

"A venda do sistema deveria estar associada ao tratamento acústico adequado para cada caso. Esse descuido estragou a imagem do produto, principalmente na área residencial, em que o drywall ainda é empregado de forma errônea", critica Cambiaghi. Apesar da defasagem, alguns fornecedores já notam um incremento nas vendas de lãs minerais, e a expectativa é de que a situação melhore com a entrada em vigor da Norma de Desempenho (NBR 15.575), prevista para 2013.

De olho nos novos parâmetros, a Associação Drywall lançou no ano passado o manual "Desempenho Acústico em Sistemas Drywall", com o objetivo de orientar profissionais da construção. A publicação explica conceitos básicos e apresenta alguns cuidados acerca das melhores práticas do sistema, segundo explica Carlos Roberto de Luca, consultor técnico da Associação Drywall.

O primeiro conceito a ser esclarecido é que o próprio drywall tem função de isolar acusticamente os ambientes. As lãs empregadas no miolo das paredes, por sua vez, cumprem a função de absorver a reverberação dos cômodos. Por isso, são chamadas tecnicamente de materiais absorventes, e não de materiais isolantes. "A quantidade de placas de gesso acartonado [em cada lado dos montantes] e as lãs absorventes podem ser combinadas para apresentar o melhor resultado de isolamento acústico", detalha Schaia Akkerman, diretor técnico da Acústica Engenharia.

Tipos de manta
De acordo com manual, uma parede de drywall com 9,5 cm de espessura tem poder de isolamento de 38 dB. Com o emprego da lã absorvente entre as placas, o desempenho acústico do fechamento pode chegar a 46 dB. Os principais materiais absorventes utilizados são as mantas de lãs minerais (rocha e vidro) e a lã de poliéster, mais conhecida no mercado como lã de PET. Veja as características de cada material:

Lã de vidro - é composta de sílica, vitrificantes, carbonatos e sulfatos e pode ser fornecida em rolos ou painéis. É produzida com densidades que vão de 10 kg/m³ a 100 kg/m², não perde capacidade de absorção ao longo do tempo e é incombustível.

Lã de rocha - obtida por meio da fusão de rochas basálticas orgânicas e óleos impermeabilizantes, a lã é produzida com densidades que vão de 32 kg/m² a 160 kg/m³. A principal característica do material é sua resistência maior à ação do fogo em comparação com os outros tipos de lãs.

Lã de PET - recente no mercado, é feita de lã de poliéster obtida de garrafas PET recicladas. Além do apelo ecológico, pois é um material reciclável, sua vantagem é a facilidade de manuseio, pois não costuma causar coceiras ao entrar em contato com a pele, como acontece com as lãs de vidro ou de rocha. É vendida em densidades que variam entre 5 kg/m³ e 35 kg/m³ e não propaga chamas.

Entrevista

Marcos Holtz

Como melhorar o desempenho

Bruno Manzatto

'Se o projeto demandar um nível maior de isolamento (...) é possível dobrar o número de placas de cada lado das divisões ou aumentar a largura das vedações com montantes mais espessos'

Marcos Holtz
arquiteto e gerente de projetos da Harmonia Acústica

O uso de mantas absorventes é a única solução para aumentar o isolamento acústico das paredes de drywall?
Não. Também é possível melhorar o desempenho das paredes afastando as placas com montantes maiores ou dobrando o número de chapas de gesso em cada lado da vedação. Com o emprego das mantas, por exemplo, é possível ter um ganho de aproximadamente 7 dB. Se o projeto demandar um nível maior de isolamento será necessário, então, trabalhar com a configuração das paredes. Aí, é possível tanto dobrar o número de placas de cada lado das divisões quanto aumentar a largura das vedações com montantes mais espessos.

É possível empregar lãs mais densas para aumentar a capacidade de isolamento entre os ambientes?
Densidades diferentes geralmente resultam no mesmo desempenho. O que recomendamos é que as lãs tenham, no mínimo, 30 kg/m³ de densidade. As mantas com essa configuração conseguem preencher integralmente o espaço entre as placas. Isso não significa que não seja possível empregar mantas menos densas. Mas, nesse caso, a mão de obra terá de garantir que as lãs, mesmo com densidades menores, se encaixem corretamente nos vãos sem ceder [se aglomerando na parte inferior da parede] e comprometer o sistema.

Os sistemas de isolamento acústico são bem empregados pelas construtoras atualmente?
Normalmente nossos projetos especificam os detalhes necessários para que o sistema obtenha determinado índice de desempenho acústico. No entanto, muitas vezes as construtoras querem mudar o que foi especificado em projeto. O correto, nesse caso, é que elas façam nova consultoria para saber se com o sistema que ela pretende usar também é possível atingir os parâmetros de isolamento acústico determinados.

Cuidados de execução
Segundo o manual lançado pela Associação Drywall, alguns detalhes construtivos ajudam a atender aos parâmetros exigidos pela Norma de Desempenho. É o caso da banda acústica. Vendido em fitas de espuma, o material deve ser aplicado em todo o perímetro da estrutura das paredes antes da execução dos montantes. O detalhe tem a função de absorver vibrações e compensar pequenas irregularidades da superfície, fazendo com que o contato entre os perfis estruturais e as lajes, pilares e paredes laterais sejam devidamente vedados.

Nas regiões das paredes onde houver instalações com tubulações de água e esgoto, eletrodutos e caixas elétricas, recomenda-se ainda que as mantas absorventes recebam cortes, feitos na própria obra, para melhor adaptação das lãs em torno das peças.

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | Próxima >>
Destaques da Loja Pini
Aplicativos