Empreendedores e proprietários de edifícios corporativos de melhor qualidade vivem hoje um momento mais vantajoso, diz especialista | Construção Mercado

Artigo

Real Estate

Empreendedores e proprietários de edifícios corporativos de melhor qualidade vivem hoje um momento mais vantajoso, diz especialista

Para Edson Ferrari, não há crise de demanda no segmento, mas uma elevação de oferta a níveis nunca vistos

Edson Ferrari
Edição 170 - Setembro/2015
 

DIVULGAÇÃO: CBRE
'Não existe uma crise de demanda, e sim uma elevação de oferta a níveis nunca vistos'

Em tempos de ajuste fiscal, inflação em ascensão, alta taxa de juros e escândalos por toda a parte, fácil é criticar a performance de qualquer setor da economia. Não faltam notícias nos jornais que mostram a todo instante uma razão para ficarmos mal-humorados, com raríssimas exceções e ponderações. Ora, o setor imobiliário não seria diferente. Partindo do setor residencial, que envolve grandes somas de investimento desde a habitação popular até as residências de altíssimo luxo, com incentivos do governo a financiamentos de longo prazo e taxas outrora interessantes; passando pelo setor de shopping centers e varejo com elevadas ofertas de empreendimentos executados nos últimos anos em regiões que não foram capazes de suprir com a demanda projetada; contemplando também o setor industrial, com condomínios modernos e de bom padrão massivamente executados de maneira especulativa que hoje, em algumas regiões, criam uma oferta mais elevada; e chegando finalmente ao setor de escritórios comerciais, que nos grandes centros urbanos sofreu uma elevada construção para suprir uma demanda intensa observada principalmente no período de 2009 a meados de 2012. Vou me ater ao espectro de imóveis de escritórios, a fim de tentar enxergar um pouco mais além. Uma questão que pouco se explora é: como realmente cada tipo de imóvel nesse setor tem se comportado, do mais antigo, tradicional e obsoleto ao mais novo, tecnicamente atualizado e eficaz.

Conteúdo exclusivo para leitores
cadastrados ou assinantes da revista Construção Mercado

Ainda não é um assinante PINI?
Escolha uma das opções abaixo e faça já sua assinatura.