Custo da construção tem alta de 0,53% em fevereiro, segundo FGV | Construção Mercado

Construção

Notícias

Custo da construção tem alta de 0,53% em fevereiro, segundo FGV

Resultado foi influenciado tanto pela mão de obra, quanto pelo Materiais, Equipamentos e Serviços

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
22/Fevereiro/2017
Marcelo Scandaroli

O Índice Nacional do Custo da Construção (INCC-M) variou 0,53% em fevereiro, taxa superior à do mês anterior, de 0,29%. Segundo o Instituto Brasileiro de Economia (IBRE) da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o resultado foi influenciado tanto pela mão de obra, quanto pelos materiais, equipamentos e serviços.

Isso porque no segundo mês do ano, o indicador de Materiais, Equipamentos e Serviços teve alta de 0,62%, sendo que em janeiro a taxa havia sido de 0,30%. Dentro deste grupo, os Materiais e Equipamentos registraram alteração de 9,47% em fevereiro, contra 0,17% em janeiro. Dos quatro subgrupos desse item, três tiveram acréscimo nas suas taxas de variação, com destaque para acabamento, que passou de 0,14% para 0,66%.

Já em Serviços, a oscilação passou de 0,79% em janeiro para 1,16% em fevereiro. No grupo, a aceleração da Taxa de Serviços e Licenciamentos foi destaque, passando de 3,02% para 6,14%.

A Mão de Obra, por sua vez, variou 0,45% em fevereiro, índice superior aos 0,28% registrados em janeiro. Isso ocorre devido aos reajustes salariais ocorridos em Belo Horizonte, Recife, Brasília e Salvador.

As capitais a apresentarem aceleração nas suas taxas de variação do INCC-M foram Belo Horizonte (de 0,23% para 2,00%), Recife (de 1,15% para 1,52%), Rio de Janeiro (de 0,16% para 0,38%) e São Paulo (de 0,05% para 0,26%). Por outro lado, as cidades de Salvador (de 0,55% para 0,38%), Brasília (de 0,81 para 0,09) e Porto Alegre (de 0,29% para 0,28%) tiveram desaceleração.