Após meses em queda, preços de imóveis permaneceram estáveis em novembro de 2016, diz Abecip | Construção Mercado

Negócios

Notícias

Após meses em queda, preços de imóveis permaneceram estáveis em novembro de 2016, diz Abecip

Valor das unidades na capital de São Paulo aumentou 0,04% no período após 11 meses consecutivos em retração

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
9/Janeiro/2017
Shutterstock

O Índice Geral do Mercado Imobiliário Residencial (IGMI-R) apresentou estabilidade no mês de novembro, com variação de 0,0%. Isso significa, segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), uma desaceleração no ritmo de queda que vinha sendo observado nos últimos 12 meses.

No ano de 2016, o indicador registrou queda de 2,34% e nos últimos 12 meses, de 2,47%. O índice, baseado em laudos de avaliação dos imóveis financiados por bancos, é feito em parceria com o Instituto Brasileiro de Economia (IBRE) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Entre as nove capitais brasileiras pesquisadas no mês, quatro demonstraram queda. São elas: Fortaleza (-0,42%), Goiânia (-0,14%), Rio de Janeiro (-0,09%) e Belo Horizonte (- 0,06%). As demais registraram um leve aumento, sendo Recife de 0,01% e São Paulo, Curitiba e Salvador de 0,04%. Porto Alegre, como exceção, obteve alta de 0,39%. O resultado positivo na cidade de São Paulo vem após 11 meses consecutivos de queda.

No acumulado do ano até novembro, sete das nove capitais apresentaram redução, com destaque para o Rio de Janeiro (-3,81%), Belo Horizonte (-3,53%) e Salvador (-2,91%). Fortaleza e Goiânia apresentaram alta na época, de 1,20% e 0,47%, respectivamente.

Em 12 meses, a diminuição é constatada nos mesmos sete municípios a terem o índice encolhido no acumulado do ano. As maiores são nos municípios de Salvador (-3,98%), Rio de Janeiro (-3,75%) e Belo Horizonte (-3,47%). As altas foram apontadas, mais uma vez, em Fortaleza (0,87%) e Goiânia (0,06%).

Destaques da Loja Pini
Aplicativos