No primeiro mês de 2017, preços de imóveis ficam estáveis, aponta Índice FipeZap | Construção Mercado

Negócios

Notícias

No primeiro mês de 2017, preços de imóveis ficam estáveis, aponta Índice FipeZap

Única cidade a apresentar crescimento real no período foi Belo Horizonte, com aumento de 6,05%

Luísa Cortés, do Portal PINIweb
3/Fevereiro/2017
Divulgação: Prefeitura de Belo Horizonte

Os preços de venda de imóveis não variaram entre dezembro e janeiro, segundo o Índice FipeZap divulgado nesta sexta-feira (3) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e o ZAP Imóveis. Com esse resultado, os valores acumulam um crescimento de 0,65% nos últimos 12 meses, variação inferior à da inflação do IPCA, estimada pelo Boletim Focus do Banco Central em 5,49% no período.

Das 20 cidades pesquisadas pelo indicador, 12 indicaram variação negativa no mês de janeiro e apenas em Belo Horizonte o aumento (1,43%) superou a inflação estimada para o mês, de 0,51%. Já nos últimos 12 meses, cinco cidades apresentaram queda nominal, e novamente apenas Belo Horizonte teve um aumento (6,05%) superior à inflação.

No primeiro mês de 2017, a média do preço de metro quadrado anunciado foi de R$ 7.693 nas 20 cidades, sendo que, das pesquisadas, as mais caras foram Rio de Janeiro (R$ 10.262), São Paulo (R$ 8.625) e Distrito Federal (R$ 8.432), e as mais baratas, Vila Velha (R$ 4.587), Goiânia (R$ 4.102) e Contagem (R$ 3.548).

Em São Paulo, os bairros com maior valor anunciado por metro quadrado foram Vila Nova Conceição (R$ 16.160), Jardim Europa (R$ 14.803), Jardim Paulistano (R$ 13.433), Itaim (R$ 13.262) e Vila Olímpia (R$ 12.475). Os mais baratos, por sua vez, foram Cidade Tiradentes (R$ 2.999), Artur Alvim (R$ 3.882), Grajaú (R$ 4.000), Cidade A. E. Carvalho (R$ 4.110) e Capão Redondo (R$ 4.267).

Já na cidade do Rio de Janeiro, os bairros mais caros foram Leblon (R$ 21.570), Ipanema (R$ 20.166), Lagoa (R$ 17.972), Gávea (R$ 17.287) e Jardim Botânico (R$ 16.458). Enquanto isso, os mais baratos foram Cavalcanti (R$ 2.269), Coelho Neto (R$ 2.467), Senador Camará (R$ 2.494), Pavuna (R$ 2.494) e Cosmos (R$ 2.878).

A cidade de Belo Horizonte teve seus imóveis com maior valor de metro quadrado anunciado nos bairros de Funcionários (R$ 10.171), Belvedere (R$ 8.988), Carmo (R$ 7.672), Cruzeiro (R$ 7.279) e Anchieta (R$ 7.155). Os com menor valor foram observados em Califórnia (R$ 2.964), Cardoso (R$ 3.183), Europa (R$ 3.206), Céu Azul (R$ 3.241) e Bonsucesso (R$ 3.270).

Destaques da Loja Pini
Aplicativos