Em off: bastidores da construção

Erro estrutural fatal

Um ano após desabar, provocando a morte de duas pessoas, a ciclovia Tim Maia, no Rio de Janeiro, continua interditada – e assim ficará até a conclusão do estudo que está sendo feito para apontar a melhor maneira de corrigir os erros considerados estruturais da obra. Segundo anúncio do prefeito Marcelo Crivella, em início de abril, o município começaria a exigir, já a partir de maio, laudos com revisões de cálculos estruturais (preparadas por consultorias renomadas) de todas as obras feitas na cidade. “É triste constatar que nada mudou até agora e todos os responsáveis continuam com sua vida normal”, afirma um ano depois da tragédia Eliane Tinoco, viúva de Eduardo Marinho, uma das vítimas.

A todo vapor nos países vizinhos

Responsável pela supervisão de obras no Paraguai, Peru, Bolívia e República Dominicana, a Concremat Engenharia quer aumentar a sua carteira para R$ 50 milhões em contratos até o fim deste ano. Em meados de maio, a empresa previa o fechamento de mais um novo negócio para supervisionar a construção de uma segunda rodovia na Bolívia.

Escoramento histórico

Um aviso fixado na porta do Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, onde funciona o Museu da República, informa aos visitantes que uma de suas varandas está prestes a desabar – e, por isso, ela está escorada em vigas de ferro. Detalhe: o prédio foi tombado em 1938 pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). “Havendo recursos, será feita a sua restauração”, encerra o alerta, assinado pela direção do museu.

 BATE-ESTACA 

Engenharia genética
Um dos grandes nomes da engenharia nacional, Eliezer Batista respondeu que Eike Batista “estava na cadeia, mas cheio de planos”, ao ser perguntado sobre seu filho, durante um evento na Firjan. Logo após o diálogo, o empresário trocou Bangu pela prisão domiciliar.

Faroeste
Levando tiro de tudo quanto é lado, a Odebrecht decidiu terceirizar seu serviço de disque-denúncia contra a corrupção. Mais independente, ele agora terá novas funções, como acompanhar o andamento da denúncia por meio de um protocolo e oferecer atendentes para ouvir relatos de quem não tem acesso a e-mail.

Veja também: