Preços de imóveis residenciais ficam estáveis em março, diz Índice Fipezap

O Índice Fipezap, desenvolvido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em conjunto com o portal ZAP Imóveis, encerrou o mês de março com variação negativa de 0,02%. O número representa, ao considerar a inflação prevista pelo Boletim Focus do Banco Central, uma queda real de 0,17% no preço de venda de imóveis residenciais.

O comportamento dos valores no terceiro mês de 2018 não foi homogêneo entre as cidades monitoradas. Nove, das vinte cidades analisadas apresentaram queda nominal no preço médio, com destaque para o Distrito Federal (-0,47%), Goiânia (-0,28%) e Rio de Janeiro (-0,26%). Já entre as 11 cidades que registraram aumento de preço no período, as maiores variações foram observadas em Vila Velha (+0,55%), São Caetano do Sul (+0,45%) e Florianópolis (+0,30%).

Com o resultado, o preço médio de venda de imóveis residenciais nas 20 cidades analisadas acumula queda real de 0,84%, neste ano e de 3,35% nos últimos 12 meses. Em março de 2018, o valor médio de venda dos imóveis residenciais nas 20 cidades monitoradas foi de R$ 7.547/m².

Bairros
Na perspectiva por bairro, a capital paulista apresentou os maiores preços médios do metro quadrado na Cidade Jardim (R$ 20.635), Vila Nova Conceição (R$ 17.381), Itaim Bibi (R$ 13.528), Vila Olímpia (R$ 13.495) e Jardins (R$ 12.064). Já os bairros com os preços mais baixos foram São Miguel Paulista (R$ 4.346), Itaquera (R$ 4.310), Artur Alvim (R$ 3.872), Itaim Paulista (R$ 3.842) e Cidade Tiradentes (R$ 3.197).

No Rio de Janeiro os bairros com os preços mais caros por metro quadrado foram Leblon (R$ 20.748), Ipanema (R$ 19.348), Lagoa (R$ 16.857), Gávea (R$ 16.099) e Jardim Botânico (R$ 15.097). Os preços mais em conta, ficaram nos bairros Turiaçu (R$ 2.690), Senador Camará (R$ 2.662), Cavalcanti (R$ 2.624), Coelho Neto (R$ 2.457) e Pavuna (R$ 2.249).

Em Belo Horizonte, os bairros com os preços mais caros por metro quadrado foram Savassi (R$ 11.725), Funcionários (R$ 10.330), Lourdes (R$ 9.638), Belverde (R$ 9.225) e Santo Agostinho (R$ 9.103). Os menores valores, no entanto, ficaram nos bairros Vitoria (R$ 2.974), Europa (R$ 2.907), Jardim Leblon (R$ 2.887), Serra Verde (R$ 2.712) e Ribeiro de Abreu (R$ 2.175).

Em Vila Velha e Vitória os valores mais elevados do metro quadrado por bairros ficaram no Barro Vermelho/Vitória (R$ 7.208), Mata da Praia/Vitória (R$ 6.843), Praia do Canto/Vitória (R$ 6.482), Enseada do Suá/Vitória (R$ 6.326) e Morada de Camburí/Vitória (R$ 5.920). Os menores valores foram registrados nos bairros Boa Vista/Vila Velha (R$ 2.529), Centro/Vitória (R$ 2.445), Jockey de Itaparica/Vila Velha (R$ 2.371), Vale Encantado/Vila Velha (R$ 2.332) e Riviera da Barra/Vila Velha (R$ 1.999).

Na cidade de Porto Alegre os bairros com os preços mais caros por metro quadrado foram Três Figueiras (R$ 10.062), Pedra Redonda (R$ 9.432), Bela Vista (R$ 8.351), Moinhos de Vento (R$ 8.143) e Auxiliadora (R$ 7.402). Por outro lado, os bairros com os valores mais baixos foram Navegantes (R$ 3.417), Mário Quintana (R$ 3.333), Lomba do Pinheiro (R$ 3.281), Rubem Berta (R$ 3.249) e Restinga (R$ 2.696).

A capital paranaense apresentou os preços mais altos no Batel (R$ 7.376), Hugo Lange (R$ 7.128), Campina do Siqueira (R$ 7.035), Alto da Glória (R$ 7.032) e Santo Inácio (R$ 6.978). Os preços mais baratos ficaram nos bairros Sítio Cercado (R$ 3.252), Barreirinha (R$ 3.202), Tatuquara (R$ 2.944), Cachoeira (R$ 2.901) e Campo de Santana (R$ 2.853).

Em Florianópolis, os bairros com as maiores variações foram Jurere Internacional (R$ 9.894), Jurere (R$ 8.762), Agronômica (R$ 8.210), Centro (R$ 7.975) e Campeche (R$ 7.459). Os bairros com os menores preços foram Ingleses (R$ 4.311), Coloninha (R$ 4.192), Vargem do Bom Jesus (R$ 3.708), Vargem Grande (R$ 3.431) e Rio Vermelho (R$ 2.111).

A capital pernambucana deteve os maiores preços nos bairros Pina (R$ 7.355), Poço (R$ 6.897), Jaqueira (R$ 6.724), Rosarinho (R$ 6.643) e Recife (R$ 6.370). Os valores mais baixos ficaram nos bairros Arruda (R$ 4.215), Iputinga (R$ 3.936), Derby (R$ 3.741), Tejipió (R$ 3.704) e Engenho do Meio (R$ 3.633).

Por fim, em Fortaleza os maiores valores foram registrados no Meireles (R$ 7.473), Mucuripe (R$ 7.258), Guararapes (R$ 7.176), Praia de Iracema (R$ 6.742) e Manuel Dias Branco (R$ 6.509). Enquanto os preços mais baratos foram encontrados nos bairros Mondubim (R$ 3.098), Prefeito José Walter (R$ 3.033), Parreão (R$ 2.875), Bela Vista (R$ 2.353) e Jangurussu (R$ 2.205).

Por Gabriel Gameiro

Veja também: