Programa Minha Casa, Minha Vida seleciona 10.314 unidades habitacionais para a Faixa 1

No final de março, o Diário Oficial da União (DOU) publicou as novas propostas selecionadas do âmbito do Minha Casa, Minha Vida (MCMV), com recursos provenientes do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), voltados para a Faixa 1 do programa, que atende famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil. Os beneficiários ainda recebem subsídio de até 90% do valor do imóvel, com o restante a ser pago em até 120 prestações de, no máximo, R$ 270, sem juros.

São R$ 862,47 milhões investidos em 10.314 unidades habitacionais em 31 cidades de 10 estados, além do Distrito Federal. A expectativa é de que as moradias beneficiem mais de 41 mil pessoas.

Para o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, Mais de 41 mil pessoas poderão realizar o sonho da casa própria, com dignidade e estrutura. “No ritmo do slogan do programa do Governo Federal ‘Agora, É Avançar’, damos mais um passo na luta contra o déficit habitacional no país. Além disso, os investimentos para a construção dos complexos farão girar a economia das regiões que receberão as unidades, gerando emprego e renda para os municípios”, exaltou.

Por Gabriel Gameiro

Veja também: